Aécio CunhaAécio NevesAécio Neves: choque de gestãoAntonio AnastasiaPolítica

Itamar Franco se encontra com Anastasia e comenta cenário político nacional com a participação de Aécio Neves

Itamar critica presidenciáveis

Fonte: Bertha Maakaroun – Estado de Minas

Pré-candidato ao Senado, o ex-presidente da República Itamar Franco (PPS) ainda deixa em aberto que posicionamento político adotará em relação à disputa pelo Palácio do Planalto, polarizada entre petistas e tucanos. Depois do encontro ontem com o governador Antonio Augusto Anastasia (PSDB) no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, Itamar, ao lado de líderes do PPS de Minas, reiterou a disposição em concorrer à segunda vaga do Senado na chapa majoritária encabeçada pelo tucano.

Segundo Itamar, há um processo de composição em curso, de negociação com as demais forças da base aliada de Aécio Neves em Minas, que deverá se estender até junho, prazo final para a realização das convenções partidárias e homologações das chapas. “O nosso candidato ao governo, não há dúvidas, é o governador Anastasia. A primeira vaga do Senado, evidentemente é do ex-governador Aécio Neves. O PPS está indicando o meu nome (para a segunda vaga). Vamos nos entender nesse quadro que vai ter de se formar até junho”, disse o ex-presidente da República.

No plano nacional, Itamar não quis se comprometer. Foi reticente, criticando os discursos dos pré-candidatos Dilma Roussef (PT) e José Serra (PSDB), por estarem muito parecidos. Em 2002, quando era governador de Minas, Itamar lançou o movimento “Lulécio” no estado, apoiando a candidatura de Lula ao Palácio do Planalto e do então presidente da Câmara dos Deputados, Aécio Neves (PSDB), à sua sucessão. Neste pleito, mesmo que no plano local ao lado dos tucanos Aécio Neves e Anastasia, Itamar se mantém reticente em relação à candidatura José Serra.

“Havia, por onde caminho, um sentimento muito forte pela candidatura de Aécio à Presidência da República. Essa candidatura infelizmente não encontrou ressonância por parte de alguns políticos de São Paulo. Então, acho que a gente não pode pôr uma cortina de fumaça nisso”, disse. Segundo Itamar, “há um sentimento mineiro de que é preciso tirar esse nevoeiro” e ninguém melhor que o próprio Aécio para fazê-lo.

Assinalando não saber, ainda, se o fato de a candidatura de Aécio Neves ao Palácio do Planalto não ter se viabilizado terá consequências sobre a decisão eleitoral do mineiro em relação à candidatura Serra, Itamar Franco voltou a criticar os discursos das candidaturas petista e tucana. “Por enquanto, está tudo muito parecido. Os batimentos precisam ser diferentes”, disse.

VOO SOLO DOS CANDIDATOS

Perguntado em quem pretende votar para presidente da República, Itamar manteve em aberto qualquer opção política:”No meu caso, quero ouvir o discurso do Serra e da Dilma. Quero ver o voo solo dela, sem o Lula e o voo solo do Serra. Ela esteve em Minas e falou umas coisas interessantes…”, insinuou Itamar, sugerindo, sem explicitar, que fazia menção à polêmica declaração da ministra, que cunhou o termo “Anastadilma”, para o voto em Anastasia ao governo de Minas e em Dilma Rousseff, à Palácio do Planalto.

Link da matéria: http://wwo.uai.com.br/EM/html/sessao_22/2010/04/13/interna_noticia,id_sessao=22&id_noticia=135111/interna_noticia.shtml

Comente e publique no Facebook

Comentário(s)

1 Comment

  1. Rodrigo
    26/10/2010 at 11:13 — Responder

    ADMIRO MUITO O ITAMAR PELO QUE REPRESENTOU AO BRASIL QDO PRESIDENTE TBM GOSTARIA DE VER O AÉCIO PRESIDENTE SEI QUE GANHARIA DA DILMA NO 1º TURNO, MAS ENTRE DILMA E SERRA TEMOS QUER SER SERRA…

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous post

Governador Antonio Anastasia entrega Prêmio Bom Exemplo de responsabilidade social

Next post

Jabor critica Lula e comenta sobre Aécio Neves, que disse que 1985 o PT expulsou 3 deputados que votaram a favor da democracia