Política

Associação Comercial: Folha Online ressalta fala de Aécio sobre eleição sem radicalismo

Veja na integra matéria publicada na Folha Online

Aécio pede eleições sem radicalismo entre PT e PSDB e culpa Lula por lentidão nas reformas

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), afirmou nesta sexta-feira que as eleições de 2010 não deve ser marcada por radicalismos entre PT e PSDB. Ele elogiou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mas o culpou pela lentidão nas reformas.

“A grande questão agora não é reeditarmos o radicalismo [entre PT e PSDB]”, afirmou Aécio após homenagem na Associação Comercial do Rio de Janeiro. “O grande desafio é encontrarmos uma convergência em torno da próxima agenda.”

Aécio reconheceu “avanços” no governo Lula, mas o presidente teria deixado de “fazer algumas reformas que deveriam ser feitas no momento de expansão da economia”.

O governador elogiou o Bolsa Família, mas disse que o presidente não aproveitou sua popularidade no começo de seu mandado para implementar as reformas necessárias. “Na verdade, o presidente Lula tem muitas virtudes, eu tenho por ele um apreço muito grande, mas ele não tem a característica de enfrentar contenciosos”, disse.

Ele afirmou que Lula colocou o tema para escanteio ao encontrar resistência por parte dos partidos aliados. “A reforma política era o grande tema da reeleição do presidente Lula, logo que ela começou a contrariar alguns partidos da base, ela foi colocada de lado”, afirmou.

PSDB

Além de evitar atrito com o PT, Aécio disse defender que seu partido discuta as principais necessidades do país antes de subir no palanque. “O que eu tenho defendido hoje é que o PSDB percorra o país discutindo essa nova agenda. Quais as reformas que são fundamentais? É a política? Da Previdência? Vamos discutir a questão trabalhista?”

Comente e publique no Facebook

Comentário(s)

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous post

Discurso de Aécio Neves na Associação Comercial do Rio de Janeiro tem repercussão positiva, o governador de Minas criticou o atraso das reformas

Next post

Aécio defende mais eficiência na máquina adminsitrativa e a descentralização de recursos