Política

Aécio no Congresso Nacional 4

O governador lembrou que em relação à cláusula de barreira foi assim que ocorreu. Ela só foi aprovada porque se criou uma carência de duas eleições para que pudesse ser implementada.

“Com isso, sai-se do imediatismo, da análise individual que cada parlamentar faz do reflexo dessa medida na sua própria eleição, para discutirmos o que elas significam de avanço para o quadro político brasileiro”, defendeu.

Aécio Neves lamentou que a cláusula de barreira, ou de desempenho, tenha sido anulada pelo Supremo Tribunal Federal e defendeu que ela volte a ser discutida no Congresso.

“Sairíamos hoje de mais de 20 partidos funcionando no Congresso Nacional para uma coisa em torno de seis ou sete partidos, o que facilita a discussão, a construção das maiorias e acho que normatiza um pouco a relação parlamentar, que deixa de ser individual, que deixa ser de grupos, para ser partidárias. Tudo o que puder ser feito no sentido de fortalecer os partidos políticos é saudável para a democracia”, declarou o governador.

Comente e publique no Facebook

Comentário(s)

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous post

Aécio no Congresso 5

Next post

Aécio no Congresso Nacional 3