Aécio CunhaAécio NevesPolítica Pública

Política das Águas: Aécio Neves firma convênio com Unesco e instala em Minas o segundo Centro de Estudos das Águas na América Latina

O governador Aécio Neves e a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Irina Bokova, oficializaram nesta quarta-feira (2), no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, a criação da Fundação Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Águas (Hidroex). Com a chancela da Unesco, a Fundação Hidroex, que está sendo implantada em Frutal, no Triângulo Mineiro, realizará estudos e trabalhos sobre a água e a preservação do meio ambiente, com atuação nos países de língua portuguesa e África. Este é o segundo centro de estudos na América Latina a receber a chancela na Unesco.

“Estamos com a responsabilidade, a partir de agora, de assumir a gestão dos recursos hídricos mineiros e nacionais a partir desse centro, com a chancela da Unesco, com os mais renomados pesquisadores do mundo vindo para Minas, tendo o Estado como o celeiro para a formação de novos profissionais, que pelo Brasil, pela América Latina e por países da África, vão tratar com planejamento e com responsabilidade o desafio das águas, que talvez seja aquele que mais assusta a humanidade”, afirmou o governador, em entrevista.

A fundação está sendo implantada a partir de parceria entre o Governo Aécio Neves, Unesco e governo federal, com investimentos da ordem de R$ 55 milhões. Ela capacitará profissionais e gestores do meio ambiente do Brasil, América Latina e África com foco na área de recursos hídricos. A previsão é de capacitar pelo menos 600 profissionais por ano.

O modelo pedagógico da Fundação Hidroex é baseado no Instituto de Educação para as Águas (Unesco – IHE), de Delft, na Holanda – único centro do mundo de categoria I, que recebe recursos financeiros da instituição das Nações Unidas. O IHE, referência mundial em educação ambiental e preservação de riqueza hídrica, está ajudando na formatação e implantação do modelo pedagógico e no desenho institucional do Hidroex.

Unesco

Essa é a primeira viagem oficial da diretora-geral da Unesco ao Brasil e à América Latina. Eleita em outubro passado, Irina Bokova foi homenageada, durante a solenidade no Palácio da Liberdade, com apresentação dos jovens integrantes do Programa Juventude e Polícia, implantado em 2004 numa parceria entre Governo de Minas Gerais, Polícia Militar de Minas e a ONG Afroreggae. A Unesco mantém parceria com a Afroreggae em projetos no país.

“É um momento muito apropriado para falar de meio ambiente, da questão da água. Quero assegurar que sempre podem contar com a parceria da Unesco, e parabenizá-lo, senhor governador, pelo esforço de estabelecer aqui o centro categoria II do Hidroex, para a gestão de águas, o que é importantíssimo para todos nós”, disse a diretora-geral da Unesco, em seu pronunciamento.

O deputado federal Nárcio Rodrigues, um dos idealizadores do Hidroex, destacou a preocupação da Organização das Nações Unidas (ONU) em relação à preservação das bacias hidrográficas na América Latina e no mundo. A América Latina detém 26% da água doce do mundo e o Brasil é o país com o maior volume – 12% do total – com bacias hidrográficas fundamentais para o planeta. Algumas delas de características transfronteiriças, como as bacias Amazônica e do Prata.

“Há uma preocupação por parte das Nações Unidas com o fato de a América Latina deter 26% da água doce do mundo, e nós não termos uma estratégia de conservação, recuperação e preservação desses mananciais. Então, o Hidroex vai iniciar suas atividades no ano que vem e terá a responsabilidade de fazer uma estratégia para o Brasil, para a América Latina e também inicialmente para os países de língua portuguesa da África”, explicou o deputado.

Em Minas Gerais nascem as águas formadoras dos grandes rios nacionais como o São Francisco, Paraná e Tocantins/Araguaia. A maior bacia hidrográfica da América Latina, a Bacia do Prata, formada pela união dos rios Grande e Paranaíba, também nasce em Minas. Estão ainda no Estado os rios que formam a bacia do Nordeste e do Leste. Minas Gerais possui no seu subsolo parte da terceira maior reserva de água doce do mundo: o aqüífero Guarani.

Parceria com a UEMG

A Fundação Hidroex funcionará, em Frutal, no prédio que pertencia ao Centro Nacional de Educação Profissional em Cooperativismo, Gestão Ambiental e Turismo (Cenep), junto ao campus da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG). A fundação terá estrutura física modelo, com modernas salas de aula, biblioteca, além de quadras esportivas e piscinas, espaço cultural, casa de hóspedes e alojamentos para estudantes de todos os países. Um complexo de laboratórios será construído para atender os pesquisadores. A fundação também contará com um centro de educação a distância com salas de vídeoconferência, estúdio de TV para a difusão de práticas ligadas à água, estúdio para gravação de aulas.

O Programa Minas Sem Fome, parceria entre o Governo de Minas e a Emater-MG, assegurou R$ 1,5 milhão para a implantação do Restaurante Universitário, com recursos já empenhados, que atenderá o complexo UEMG/Hidroex.

Savana Africana

A Fundação Hidroex prevê a transferência de conhecimento para outros países da Savana africana. Parceria da fundação com a associação brasileira de Ematers permitirá a capacitação de técnicos da África no Brasil, com o objetivo de transferir a experiência brasileira de Agricultura Familiar no Cerrado para a Savana Africana.

O projeto será desenvolvido sob orientação da Unesco e Organização das Nações Unidas para a Agricultura (FAO). O programa está incluído entre as prioridades do Programa Verde Minas – Ações Integradas de Meio Ambiente, que o Governo de Minas está implantando, com o Ministério da Ciência e Tecnologia, para desenvolver uma rede de centros de Educação Ambiental.

Também participaram da assinatura do convênio o embaixador do Brasil na Unesco, João Carlos Souza Gomes, e os secretários de Estado de Meio Ambiente, José Carlos Carvalho, e de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alberto Portugal.

Comente e publique no Facebook

Comentário(s)

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous post

O Globo: Aécio Neves diz que 'cenas são chocantes' sobre caso Arruda

Next post

Política de Segurança: Governo Aécio Neves inaugura a 100ª unidade prisional em Ponte Nova, na Zona da Mata