Economia

Governo Aécio Neves fortalece fortalece intercâmbio comercial com o mercado europeu

Minas Gerais deverá ampliar consideravelmente nos próximos anos o intercâmbio comercial com o continente europeu, diversificando sua pauta exportadora e criando novas oportunidades para diferentes segmentos produtivos que incorporam a tecnologia e a inovação. Essa é a expectativa dos participantes reunidos quinta-feira (4), no Hotel Mercure, em Belo Horizonte, no Seminário “Quatro Motores para a Europa”, que trouxe delegações da Itália, França, Espanha e Alemanha para um encontro com as equipes técnicas do Governo Aécio Neves e de entidades respresentativas do empresariado.

Representando o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Sergio Barroso, o subsecretário de Assuntos Internacionais, Luiz Antônio Athayde, disse que, “este é o momento oportuno para a economia mineira, que está retomando seus níveis de crescimento após a superação da crise financeira internacional. Minas é o Estado das parcerias, das oportunidades e da cooperação, graças ao bom ambiente de negócios obtido”.

O subsecretário destacou também que a intenção do Governo de Minas é agregar valor à base produtiva do Estado e “estes parceiros são fundamentais neste esforço para incorporar tecnologia aos produtos mineiros, a fim de que eles possam melhor competir no mercado global. Os quatro países que integram a missão são de regiões de alto desenvolvimento científico e tecnológico, e, portanto, estão aptos a desenvolver uma cooperação muito profícua não só com o Governo de Minas, mas com o empresário e a comunidade acadêmica”, disse.

Os europeus mostraram-se atraídos pelo potencial da agroindústria mineira, particularmente porque já dominam a logística, dispondo de técnicas modernas de embalagens para o transporte a longas distâncias de produtos perecíveis, bem como para a industrialização de diversos itens da agropecuária.

Pecuária de Corte

O secretário de Relações Internacionais – Região da Lombardia, na Itália, e atual presidente da Missão, Roberto Ronza, afirmou que é fundamental para Minas Gerais se preparar para incrementar suas exportações, principalmente de carne bovina, intensificando o rastreamento do gado para atender às exigências do mercado europeu. “Dentro de três anos, a Comunidade Europeia deverá liberalizar suas práticas comerciais, retirando, no caso da carne bovina, os subsídios que concede aos produtores europeus”, enfatizou.

Ao abrir o encontro, o secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Gilman Viana Rodrigues, reconheceu que as novas oportunidades de negócios exigem produtos qualificados e lembrou que o agronegócio em Minas Gerais vem apresentando um eficiente crescimento em termos de qualidade. Citou a cana de açúcar, cujo rendimento vem sendo ampliado sucessivamente, a ponto de fazer com que o Estado produza hoje o dobro do etanol que produzia há 12 anos.

Também no caso da soja, a produtividade por hectare em Minas já é maior do que a dos Estados Unidos, pois o Estado é privilegiado em termos de luminosidade, calor e umidade. “Minas precisa aprimorar o aprendizado e a gestão da tecnologia para obter maior produtividade. Nosso preço unitário ainda é baixo e precisamos efetuar grandes transações para obter uma lucratividade compensatória”, destacou Gilvan Rodrigues.

Para o secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Alberto Duque Portugal, “o grande desafio de Minas Gerais é a inovação para agregar valor à sua economia. Para tanto, precisamos atrair centros de pesquisa e desenvolvimento, criando facilidades para que as empresas possam investir no avanço tecnológico”. Ele lembrou que o Estado conta hoje com o Sistema Mineiro de Inovação (Simi), que atua em articulação com as universidades, centros de pesquisa, comunidade científica e empresas. “O intercâmbio com os europeus vai dinamizar todas as atividades no campo do conhecimento, privilegiando áreas como a biotecnologia e a nanotecnologia”, acrescentou.

Quatro Motores

O Grupo “Quatro motores para a Europa” é formado por um Acordo de Cooperação entre as Regiões da Lombardia na Itália, Rhône-Alpes na França, Catalunha na Espanha, e Baden-Wurttemberg na Alemanha. Conta também com a parceria das Regiões de Flandres/Bélgica e Gales/Reino Unido.

A Missão que está em Minas é composta por 12 empresas europeias e quase 40 líderes europeus, entre representantes dos governos, de universidades e de institutos de pesquisa. Nesta sexta-feira (5), representantes da delegação Quatro Motores se reunirão com o secretário Alberto Duque Portal, de 9h às 10h, na Sectes; de 10h45 às 11h45, o encontro será na Seapa, com Gilman Viana. E de 14h30 às 15h30 está programada uma reunião com Sergio Barroso, na Sede.

Comente e publique no Facebook

Comentário(s)

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Previous post

Aécio Neves inaugura obras do Aeroporto de Guaxupé, terminal estimula polo de negócios do Sul de Minas

Next post

Fernando Henrique Cardoso desmente nota de O Globo sobre Aécio Neves